Logo | Prof. Ricardo Pastore

NRF 2014: A Loja é a Estrela do Show!

23/01/2014
A loja deve se especializar em hospitalidade!

Com o que vínhamos trabalhando, mais o que pudemos acompanhar durante a 103a. NRF, apresentamos a seguir, breve entendimento sobre os rumos do varejo no Brasil.

1) Expansão do Varejo
- o varejo vai continuar crescendo apoiado pelo aumento do consumo pelas famílias, pela credibilidade depositada ao mercado de consumo brasileiro e pelas características do setor que oferece baixa concorrência e oportunidade de expansão orgânica, o que garante margens crescentes à medida em que se aumenta o marketing share.

2) Valorização da Loja Física:
- a arquitetura interna e externa tende a ser valorizada para proporcionar maior prazer e conforto durante as compras;
- os processo merecerão maiores desenvolvimentos, auxiliados pela tecnologia, para garantir agilidade na hora da compra;
- o mix de produtos deverá crescer constantemente com a introdução de novas categorias com maior valor agregado pelo próprio varejista;
- os preços tendem a ser mais competitivos e atraentes ao consumidor, apesar do predomínio das grandes redes;
- o atendimento merecerá maiores e mais duradouros investimentos em treinamento e formação, deve mais que atender bem, deve desenvolver hospitalidade;
- a localização será valorizada, a loja caminhará na direção do consumidor a fim de oferecer maior conveniência.

3) Investimento de Tecnologia:
- o varejo aumentará os investimentos em tecnologias interativas no PDV, aumentando a comunicação com o consumidor na hora da decisão de compras;
- haverá maior utilização de softwares capazes de contar pessoas ao entrarem nas lojas, acompanhá-las durante as compras e identificá-las no pagamento, inclusive registrando o sentimento manifestado pela expressão facial;
- os investimentos na estratégia omni-channel serão indispensáveis, pois a loja será uma só, física e virtual;
- o mesmo vale para o BIG DATA; a geração de tantos dados tornará essencial investimentos em novos data centers e softwares utilizados na identificação de clientes e seus comportamentos no PDV.

4 - Internacionalização
- teremos o aumento da presença estrangeira no varejo brasileiro e ao mesmo tempo, aumento da presença de gestores estrangeiros. Isso exigirá dos varejistas brasileiros modelos de gestão e governança globalizados, números transparentes, pois são exigências para quem deseja acesso a investidores internacionais.
- é necessário competir nas mesmas bases com os que atuam globalmente, caso seja a intenção equiparar recursos e capacidades competitivas;

5) Sustentabilidade:
- os varejistas deverão intensificar suas ações no âmbito social e ambiental, não apenas eventuais, mas sim um rol com objetivos a curto e longo prazos.
- tais ações deverão gerar resultados e não corroê-los para que se tornem de fato sustentáveis.

Estas 5 tendências serão discutidas ao longo do ano, nas atividades da São Paulo Retail Tour.

Até lá!

Ricardo Pastore


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

magnifiercross